Wikia

Scratchpad

BiciLx

217,480pages on
this wiki
Discuss this page0

Welcome to the BiciLx mini wiki at Scratchpad!

You can use the box below to create new pages for this mini-wiki. Make sure you type [[Category:BiciLx]] on the page before you save it to make it part of the BiciLx wiki (preload can be enabled to automate this task, by clicking this link and saving that page. Afterwards, you may need to purge this page, if you still see this message).

Esta página serve planear e discutir o que é importante para a promoção do uso da bicicleta na cidade de Lisboa Para editar esta página basta carregar na palavra edit acima ou no inicio de cada secção.

Força!

Princípios

  • A bicicleta deve ser encarada, planeada e promovida como modo de transporte e não só como utilização de lazer em certos locais e ao fim de semana.
  • A forma mais simples, económica e eficaz de promover o uso da bicicleta com beneficio para todos, é ter uma estratégia de mobilidade moderna, cosmopolita e europeia: é fundamental reduzir o número e a velocidade dos veículos motorizados em Lisboa.

Trajecto Farol: Desafio lançado pela CML

Numa reunião com a vereação da CML, com presença do Dr. João Ferreira Pinto, assessor da vereadora para a mobilidade, foi lançado um desafio aos participantes da Massa Crítica presentes (Marcos Pais, Pedro Lamas e Luís Mota). Poderíamos fazer a proposta de um trajecto ciclável de fácil implementação (ie: barato...), mas que oferecesse as seguintes vantagens:

  • melhoria das condições de circulação ciclística para um número grande de utilizadores;
  • oferecesse visibilidade à existência de ciclistas no meio urbano;
  • mostrasse que por vezes é fácil melhorar as condições de circulação das bicicletas.

Mais pormenores na página onde se desenvolve este Trajecto Farol.

Medidas de curto prazo e Ideias Soltas

  • Fazer com que o tráfego cumpra o código da estrada! Concertar com Polícia de Segurança Pública de forma a fiscalizar e multar os excessos de velocidade, falha de para nos sinais de Stop, manobras perigosas... - as medidas não precisam de partir logo para a multa, será sempre preferível passar por uma acção educativa (se houvesse uma campanha a sério na TV seria ouro sobre azul) Fbruno69
  • Criação de medidas de acalmia de tráfego, principalmente nos bairros residenciais e áreas circundantes das escolas:
    • Redução da velocidade máxima para os 30 km/h
    • Plataformas à cota dos passeios (que permitam a passagem de bicicletas) na entrada desses mesmos bairros
  • Elencar as artérias que têm faixas de rodagem sobredimensionadas: nestas artérias podia facilmente criar-se um via ciclável à direita (forçosamente marcada com côr própria), a partir de espaço retirado às outras faixas.
  • Permitir a circulação de bicicletas nos corredores BUS (basta pintar o simbolo da bicicleta e organizar sessões de sensibilização com a CARRIS, Taxis e Ciclistas de forma a que a convivência se faça de modo seguro e cortês);
  • Criação de caixas de paragem para bicicletas nos cruzamentos semaforizados. Nada, no actual CE português, impede o recuo das barras de paragem em cruzamentos semaforizados, de forma a criar um espaço de protecção para ciclistas e permitir o avanço pelo lado direito da fila de espera.
  • Incentivo camarário e criação de parques de estacionamento de bicicletas seguros, visíveis e de preferência abrigados em todos os edifícios públicos, escolas, teatros, cinemas, terminais de transporte (principalmente os grandes: Cais-do-Sodré, Sta Apolónia, Sete Rios, Campo Grande), a criação de um regulamento Municipal que torne este tipo de infraestrutura obrigatória para novos edifícios, etc...;
  • Monitorizar e reparar o estado das ruas, tapando buracos e substituindo as tampas dos bueiros por tampas onde os rasgos sejam perpendiculares à rua;
  • Negociar e concertar com operadores de transportes de forma a que seja incentivada o transporte de bicicletas
  • Gancho de transporte de bicicletas na frente dos elevadores da Bica, Lavra, Glória... - Na Nazaré existe um elevador com esta plataforma Fbruno69
  • E porque não nos autocarros, não seria também uma hipótese à semelhança dos exemplos que já foram dados pelo Didier nos States?
  • Metro de Lisboa: Carruagens de metro específicas para bicicletas (ou com uma parte dedicada), sobretudo a horas de ponta (no resto do tempo, podem usar-se as carruagens normais, pois não estão sobrelotadas). Adicionalmente, instalar calhas que ajudem a subida e descida das bicicletas até às plataformas. - Penso que basta pintar o Símbolozito nas portas específicas Fbruno69

Around Wikia's network

Random wikia