Fandom

Scratchpad

Colabora Carta Programa

215,933pages on
this wiki
Add New Page
Discuss this page7 Share

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.


Carta programa da chapa Colabora, prevista para ser divulgada na quarta-feira, 8/11/6


Introdução

Se vocês já viram por aí um tal "Manifesto contra a Apatia" ou o convite "Colabora!" esclarecemos que são textos que tentam traduzir, na limitação que as palavras sempre nos impõem, as idéias de um grupo de estudantes politécnicos(as) que se propõe a gerir e construir coletivamente a entidade Grêmio Politécnico. Após intensas discussões e reflexões sobre o papel de nossa entidade representativa, chegamos a um conjunto de propostas unidas por num pano de fundo comum, que apresentamos a seguir: [Haydée, Raquel e Diego]

SUGESTÃO: [Eu nunca fui bom em ser prolixo, mesmo (Num é, Haydée?..hehehe)] [Mantive o sentido do texto anterior, reescrevendo-o...] Vocês já leram dois textos nossos, o "Manifesto Contra a Apatia" e o "Colabora!", onde expusemos nossas idéias. Idéias que só foram atingidas depois de muita discussão - iniciamos debates em meados de agosto. Toda essa discussão permitiu a criação de uma identidade de grupo, que deverá guiar todas as ações durante nossa gestão, caso sejamos eleitos. Vamos a elas: [a última frase não está boa, está ácida e direta demais...] [Sérgio]

Representação Discente

Os Representantes Discentes (RDs) são a voz dos estudantes na estrutura administrativa da Poli. Por meio deles podemos questionar e propor melhorias na formação, administração, uso do espaço e políticas da Escola. Para tanto, os RDs devem, além de interagir e discutir com os estudantes para formar uma posição consistente que represente todos, também atuar harmonicamente, legitimando a representatividade e fortalecendo a posição estudantil na Poli. Pretedemos mapear todos RD´s da Poli (desde os de departamento até os das comissões) para facilitar a comunicação dentro da própria Representação Discente e desta com os demais estudantes. A partir dessa idéia de fortalecer a comunicação há algumas medidas que podem ser tomadas: um encontro de RD´s, existência de um mural dos RD´s no biênio e espaço para os RD´s nos murais do Grêmio nos prédios, espaço para divulgação dos informes do RD´s nos informativosdo Grêmio. Mas para essa rede funcionar, é preciso colaboração de todos RD´s da Poli, do Grêmio e dos CA´s. Por isso, nossa chapa para Grêmio e RDs foi formada em conjunto, de forma a obter um laço maior entre estes. [tentei incorporar as ações abaixo no texto, ass Haydée]

Ações:

  • Mural principal dos RD´s no biênio e seção de RD´s em todos os murais do Grêmio espalhados pelos prédios da Poli, para divulgar atividades e os contatos do RD´s;
  • Encontro de RD´s;
  • Calendário das reuniões divulgados em murais e no site;
  • Mapeamento de todos RD´s de departamentos;
  • Digitalização das pautas e disponibilização no site;
  • Informes por escrito dos RD´s após reuniões, que devem ser divulgados nos informativos.

Representação de Classe

Os Representantes Discentes (RDs) não conseguem ter um diálogo direto com todos os estudantes, nem a escola consegue discutir todos os problemas relativos à graduação nos órgãos colegiados. Para tentar sanar estes e outros problemas surgiu a representação de classe, que atualmente atua de duas maneiras: uma direta, atuando no processo de Avaliação de Ensino (AE), levando e discutindo problemas dos alunos com disciplinas para a Escola, levando os RRCs para reuniões com Coordenadores de disciplinas; e de uma maneira indireta, quando os resultados do processo de AE são levados às reuniões colegiadas, ou quando os problemas levantados por eles são debatidos em instâncias maiores da Escola. Acreditamos que a Representação de Classe pode ser mais atuante, juntamente com RDs e Grêmio, colaborando para uma comunicação efetiva entre estudantes e entidades estudantis, conferindo a estas mais informações e condições de representatividade, e também ajudando a levar os debates iniciados no grêmio para a sala de aula. Cabe também ao Grêmio conscientizar os estudantes sobre o papel do Representante de Classe (RC), organizar suas eleições, reunir-se periodicamente com os RC´s, divulgando, apoiando e incorporando suas ações que colaborem para a melhoria do ensino na Poli. Tudo isso para se somar ao espaço já conquistado junto à diretoria da Escola.

Ações:

  • Eleger os RC´s;
  • Reuniões periódicas com os RC´s;
  • Divulgação das ações dos RC´s em informativos e/ou n´O Politécnico;
  • Incorporar e apoiar as atividades dos RC´s que colaborem para a melhoria do ensino e discussão da estrutura curricular.

Responsabilidade Jurídica e Administrativa

Um fato que é muito importante a ser ressaltado é que pretendemos seguir o exemplo da gestão atual no que diz respeito à seriedade administrativa, continuando a atuar na diminuição das dívidas ativas (INSS, IPTU, ISS), tanto quanto no pagamento em dia das despesas e impostos. Além de atuarmos nas dívidas e processos atuais, também pretendemos prevenir de processos futuros, pois não basta apenas pagar o que os nossos antecessores criaram de dívidas, também precisamos evitar a criação de novas, já que as atuais ultrapassam R$1.000.000,00 (um milhão de reais). No início de 2007 cabe fazermos um levantamento das ações jurídicas existentes no Grêmio, publicar esse balanço jurídico-contábil e, com isso em mãos, viabilizar um planejamento financeiro das dívidas coerente com as atividades pretendidas para o ano.

Ações:

  • No início do ano fazer um levantamento da ações existentes do Grêmio;
  • Fazer um planejamento financeiro das dívidas;
  • Divulgar esse "balanço jurídico-contábil" no início de 2007 (após o início das aulas);
  • Levantar o que pode gerar futuras dívidas e tentar eliminar essas possibilidades;
  • Publicar balanços trimestrais em murais, informativos e no site.

- Na falta de mais gente se manifestar estou fazendo algumas pequenas alteracoes... mais uma vez acho que as acoes nao cabem na carta programa [quem disse isso? assinem por favor ;-) Haydée]

Arte e Cultura

A Semana de Arte da Poli (SAPO) existe há 18 anos e já foi de longe a maior semana de arte da USP. Atualmente ela apenas sobrevive. Pretendemos retomar a organização da Semana como um projeto que comece no primeiro semestre e proporcione pequenas amostras antes da semana propriamente dita. Entre elas temos os Girinos - saraus que antecedem a SAPO e por tradição são feitos nos centrinhos, que podem passar por uma re-estruturação para trazer oficinas, além de experiências gastronômicas. Outro evento que tem o objetivo de familiarizar o politécnico com o conceito da SAPO é a puxa-sapo, que teve uma única edição em 2004, e é um evento como a SAPO, mas com apenas um dia, com apresentações musicais, oficinas, intervenções e teatro.

É imprescindível que o Grêmio Politécnico volte a proporcionar cultura e arte de forma efetiva na Poli. O Grêmio deve assumir a posição de precursor e incentivador de arte e cultura, fazendo a ligação com outros eventos da USP e trazendo discussões à tona.

O Grupo de Teatro Politécnico (GTP) existe há mais de 50 anos e passou por um processo de revitalização nos últimos 3 e atualmente conta com mais de 30 integrantes que desenvolveram de 3 peças em 2006.

O apoio a esta iniciativa é fundamental uma vez que, além de trazer cultura, também desenvolve o senso crítico. Estas características atingem não só os integrantes do GTP, mas também a todos que assistem suas peças. Já para os que participam diretamente, ajuda ainda com a capacidade de se expressar em diversas situações, e também na integração com pessoas de outras unidades da USP, mesmo porque o curso é gratuito e aberto a todos.

Ações:

  • Manutenção do apoio político e financeiro conferidos à SAPO e ao GTP;
  • Divulgação do Grupo de Teatro, desde a matrícula dos bixos;
  • Divulgação e construção da SAPO desde o primeiro semestre de 2007;
  • Participação efetiva, juntamente com o GTP, no Fórum Cadopô.

Cursinho da Poli

O antigo o cursinho da Poli, que atualmente não pertence mais ao Grêmio, continua funcionando, mas o Grêmio está em batalha judicial na tentativa de retomá-lo das mãos da fundação polieducar e vamos dar continuidade ao processo. Em 2006 o Grêmio, com o apoio da Escola Politécnica, refundou o cursinho. No cursinho refundado foram oferecidas 100 vagas, apenas para pessoas provenientes de escolas públicas, com aulas ministradas nas salas do biênio. Como sua refundação ainda é recente, muitos aspectos estão sob construção, como o Regimento Interno que entendemos que deva ser feito conjuntamente com os estudantes e professores do Cursinho, assegurando uma gestão democrática e colaborativa. Além disso, coerentemente com a Divlgação da Cultura Livre, defendemos que os direitos autorais referentes aos materiais produzidos serão geridos de modo a permitir sua disponibilidade pública para que qualquer pessoa, vinculada ou não ao cursinho, possa também se beneficiar dos materiais e até mesmo aperfeiçoá-los. Ademais, comprometemo-nos a ter prudência jurídica para que a refundação do Cursinho da Poli-USP não gere futuras dívidas para o Grêmio Politécnico. Ou seja, continuaremos apoiando este projeto cujo objetivo não é apenas superar a barreira do vestibular, mas também de proporcionar uma formação crítica e democrática, sob o prisma da inclusão social, fortalecendo seu caráter pré-universitário.

Ações: [ Antes que venham perguntar, PoliEducar está escrito em minúsculas de propósito - By Diego ]

  • Manutenção do embate judicial pela retomada do patrimônio (nome, dividendos, etc.) que foi retirado do Grêmio quando o Cursinho da Poli foi apropriado por um grupo de ex-diretores, hoje sem qualquer vínculo formal com a Poli;
  • Formulação do Regimeto Interno do Cursinho da Poli, juntamente com professores e estudantes, que garanta seu vínculo com o Grêmio Politécnico e assegure seu caráter democrático;
  • Fortalecimento de seu caráter pré-universitário e democrático;
  • Diretriz de que os direitos autorais referentes aos materiais produzidos serão geridos de modo a permitir sua disponibilidade pública para que qualquer pessoa, vinculada ou não ao cursinho, possa também se beneficiar dos materiais e até mesmo aperfeiçoá-los;
  • Comprometimento de que haverá prudência jurídica para que a refundação do Cursinho da Poli-USP não gere dívidas para o Grêmio Politécnico;
  • Busca de auto-suficiência financeira para o Projeto.

Divulgação efetiva da cultura livre

Entendemos como conhecimento gerado não apenas as apostilas feitas pelos professores, mas também as anotações e resumos produzidos pelos próprios alunos. Para incentivar essa cultura de colaboração dentre os alunos, achamos fundamental a abertura e a utilização coletiva do BigHead (servidor de Internet fornecido pela escola e gerenciado por uma comissão de alunos) pelos mesmos. Além disso, acreditamos que seja essencial o desenvolvimento de projetos que propiciem o compartilhamento de conteúdos livres e a participação colaborativa. O movimento do software livre e iniciativas como o Creative Commons seguem a mesma lógica de conhecimento livre, de acesso para todos e de contribuição coletiva. Por este motivo achamos que o grêmio deve priorizar, não só a utilização, mas também a divulgação e o debate da cultura livre. [Deletamos as duas primeiras frases pois elas foram trabalhadas em tempo integral no manifesto, achamos (eu, watanabe e fodasse) que vai ficar muito massante e repetitivo.] Ações: [vejam se eu não disse besteira aqui, ok? Ou melhor, melhorem... tá ruim o q escrevi]

  • Divulgação do software livre (utilização nos computadores do Grêmio, cursos, etc.);
  • Licenciar os materiais produzidos pelo Grêmio através do Creative Commons;
  • Reivindicação que os materiais produzidos pelos docentes para as disciplinas sejam de livre acesso;

Congresso dos Estudantes da Poli

O Congresso dos Estudantes da POLI, realizado pela primeira vez em 2003, foi palco da definição de diretrizes que balizariam as posturas da representação estudantil até a realização do congresso seguinte, que aconteceria em 2 anos, já que o mesmo foi definido como bienal e intercalado com o Congresso dos Estudantes da USP. O mesmo não foi realizado em 2005 e, apesar disso, acreditamos na importância do mesmo como instrumento de construção da identidade de um Movimento Estudantil (ME) politécnico de forma direta pelos estudantes. O evento é reconhecido pela Escola, a ponto desta utilizar as resoluções congressuais para embasar argumentações como a que defendia a separação do vestibular em grandes áreas. Agora, no fim de 2006 tudo indica que o que será adotado a partir de 2008 caminhará no sentido dessa resolução. Este episódio nos mostra a importância de realizar este evento, já que Grêmio e Escola se baseiam e basearam em resoluções Congressuais. Portanto, em 2007 vamos realizar um novo congresso, divulgá-lo desde o início do ano, promovendo a participação ativa da comunidade politécnica antes de sua efetiva realização através de debates, publicação de teses, etc., buscando sempre o envolvimento intenso dos politécnicos e apoio dos RC´s, RD´s, CA´s e Grêmio.


Ações:

  • Divulgação do Congresso desde o início do ano;
  • Promover a participação efetiva da comunidade politécnica antes da realização do Congresso: debates, teses, etc;
  • Publicação das teses e das resoluções do Congresso (via impressa e no site).

Congresso da União Nacional dos Estudantes (CONUNE)

A União Nacional dos Estudantes (UNE) é reconhecida pelo governo federal como entidade máxima representativa dos universitários a nível nacional. Historicamente a UNE defendeu bandeiras levantadas pelos estudantes, como a campanha “O petróleo é nosso” que foi incitada pelos estudantes, organizada pela UNE, e liderada no Estado de São Paulo pela POLI e que resultou na criação da Petrobras. Com grande pesar vemos hoje uma posição claramente partidarista da UNE, cuja diretoria é composta majoritariamente por pessoas com ligações estreita com partidos políticos, que se aproveitam do financiamento dos partidos e afastam cada vez mais a entidade dos estudantes. Em 2007 haverá o CONUNE que reunirá estudantes de todo o Brasil, dentre os quais delegados eleitos por Instituição de Ensino Superior que terão a missão de eleger a futura diretoria da UNE, além de discutir, propor e votar resoluções dos estudantes, e assim podemos transformar essa situação de desvirtuamento da UNE. [pouco pretencioso, hein galera...] [Acho mais pé no chão um último parágrafo assim:]Em 2007 haverá o CONUNE que reunirá estudantes de todo o Brasil, dentre os quais delegados eleitos por Instituição de Ensino Superior que terão a missão de eleger a futura diretoria da UNE, além de discutir, propor e votar resoluções dos estudantes, e assim incentivar uma alteração nessa situação de desvirtuamento da UNE.

[Na verdade o bom seria um intermediário entre esse dois textos]

FESTAS

O ano começa com a Festa de Matrícula, uma festa importantíssima, voltada aos bixos, e que promove a primeira integração entre veteranos e bixos. Além disso ela também atrai bixos e veteranos de outras unidades do Campus. Logo depois convocaremos os bixos para organizar o XI BIXOPP, que em 2007 será no primeiro semestre. E nessa época inicia-se a conversa com atlética e centrinhos para a organização da tradicional Festa Junina, que ocorre em agosto. Estas que citamos são as maiores festas da Poli, e queremos no mínimo manter a qualidade delas, que já são reconhecidas pelo público universitário. Mas por que parar por aí? Por que não retomar as Cervejadas do Nabo e outras?!

Doação de Sangue

Os bancos de sangue da cidade de São Paulo vivem sofrendo com a falta de doadores. Acreditamos que ao possiblitar a doação de sangue dentro da faculdade estamos contribuindo com o banco de sangue não só pela simples doação, mas também por incentivar o hábito aos alunos. Mesmo porque grande parte atinge a maioridade após ingressar na Universidade, e este é um pré-requisito para a doação de sangue. Pretendemos organizar mais duas edições deste evento.

Compra Coletiva de Livros

O projeto, muito bem recebido pela comunidade politécnica, será incentivado: a intenção é que a Compra seja ampliada e ganhe peso, para conseguir melhores preços e maior variedade de livros.

Texto de conclusão (sugiro coloca-lo no final, sem títulos)

Temos ainda várias outras idéias e muita vontade de fazê-las acontecer. Deixaremos, no Grêmio, um quadro com todas as atividades e frentes de trabalho, para que todos(as) possam saber o que será desenvolvido e como ajudar. Nossa identidade está exposta, estamos abertos a críticas, sugestões e esperamos que vocês as façam. Queremos, lutar pelos alunos, pelo conhecimento livre, pelo COLABORAtivismo e por um educador-educando. Você será mais do que bem-vindo(a) à gestão 2007! [Haydée, Raquel e Diego]

Also on Fandom

Random wikia