Fandom

Scratchpad

Laboratório de Novas Tecnologias

215,994pages on
this wiki
Add New Page
Discuss this page1 Share

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.


Laboratório de Novas Tecnologias at Wikia


Welcome to the Laboratório de Novas Tecnologias mini wiki at Scratchpad!

You can use the box below to create new pages for this mini-wiki. Make sure you type [[Category:Laboratório de Novas Tecnologias]] on the page before you save it to make it part of the Laboratório de Novas Tecnologias wiki (preload can be enabled to automate this task, by clicking this link and saving that page. Afterwards, you may need to purge this page, if you still see this message).


Laboratório de Novas Tecnologias

O Laboratório de Novas Tecnologias oferece cursos sobre o impacto da tecnologia em diversas esferas sociais, incluindo o marketing, a comunicação, a criação artística e os novos modelos de negócio online (da cauda longa ao Creative Commons).

O Laboratório é uma associação do Pólo de Pensamento Contemporâneo - POP com professores do Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV , que coordena projetos como o Creative Commons, Cultura Livre, Open Business e A2K - Direito de Acesso.

A equipe coordenada pelo professor Ronaldo Lemos aborda nos cursos do Laboratório temas como: direitos autorais, web 2.0, marketing na internet, convergência das mídias, economia virtual, produção colaborativa, e-commerce e TV digital. Cada módulo do Laboratório tem 10 horas de duração.


Módulo 1 - Cultura, produção colaborativa e modelos de negócio na web

Ronaldo Lemos, Luiz Fernando Marrey Moncau, Bruno Magrani e Carlos Affonso Pereira de Souza

Este módulo do Laboratório de Novas Tecnologias enfocará a propriedade intelectual como base das questões envolvendo novas mídias. Novas formas de interação e produção cultural, no centro e nas periferias globais. Modelos de negócio da web: cauda longa, crowdsourcing, distribuição pela internet. A "economia do grátis". Concorrência desleal, marketing viral e de guerrilha, limites e regulamentação do spam, impacto da web 2.0 sobre o marketing e estudo de casos.


Módulo 2 - Criação intelectual e o ambiente digital

Ronaldo Lemos, Sérgio Vieira Branco Júnior, Pedro Paranaguá e Carlos Affonso Pereira de Souza

Como proteger as criações intelectuais em tempos de tecnologia digital? Idéias podem ser protegidas? Como agir em caso de infração de seus direitos? Este módulo do Laboratório de Novas Tecnologias discutirá temas como: direitos autorais, registro de obras na Biblioteca Nacional, nomes de domínio, marcas e patentes. Será abordada também a proteção de idéias, o uso de acordos de confidencialidade, segredos de negócio e direitos de privacidade, além de medidas judiciais para coibição de infrações e repercussões criminais da infração de direitos.


Equipe

Ronaldo Lemos é diretor do Centro de Tecnologia e Sociedade da Escola de Direito da FGV-RJ. Presidente do iCommons e diretor do Creative Commons no Brasil. Mestre em direito pela universidade de Harvard e doutor em direito pela USP. Coordena os projetos Cultura Livre, A2k, Open Business (openbusiness.cc), abrangendo Brasil, Argentina, Nigéria, África do Sul, Inglaterra, México e Colômbia. Fundador do site Overmundo. Colunista da revista Trip e da revista Linus na Itália. Autor do livro Direito, Tecnologia e Cultura (2005).

Paula Martini é gestora de projetos e pesquisadora do Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV Direito Rio. Coordena o projeto internacional Local Context Global Commons (Brasil, África do Sul e Índia). Colaboradora e co-redatora dos projetos Cultura Livre e A2K – Acesso ao Conhecimento. Graduada em Comunicação Social – Jornalismo pela PUC-Rio e pós-graduada em Gestão Cultural pela Universidade Cândido Mendes. Cursou Media Practices e Social Knowledge & Perspectives no Reino Unido. Atuou como gestora do website Overmundo.

Luiz Fernando Marrey Moncau é líder do projeto Open Business, do Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV. Advogado formado pela PUC-SP, trabalhou no Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor – Idec, nas áreas de telecomunicações e acesso ao conhecimento, atuando como representante da entidade junto ao Congresso Nacional e órgãos da imprensa. Em 2007, foi orador no seminário Propriedade Intelectual e Direitos do Consumidor, organizado pelo Idec em conjunto com o Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV-Rio, apresentando os resultados de pesquisa sobre acesso a material didático e cópias nas universidades. Foi orador convidado pela Consumers Union para falar no seminário Global Information and Communications Policy na National Confernce for Media Reform, em Memphis, em 2007. Dentre outras publicações, é co-autor do artigo Propriedade Intelectual. Perspectiva do Consumidor, publicado pelo Instituto de Estudos Econômicos e Internacionais – IEEI.

Bruno Magrani é professor do Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV e coordenador do projeto Cultura Livre. Coordenador da investigação sobre novas mídias periféricas, que incluiu ampla pesquisa sobre o cinema nigeriano. Trabalhou na Fundação Roberto Marinho e na Globopar e participou da fundação do projeto Creative Commons no Brasil.

Carlos Affonso Pereira de Souza é vice-diretor do Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV Direito Rio. Mestre em Direito Civil na Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ. Coordenador da disciplina "Contratos Eletrônicos", lecionada nos cursos de pós-graduação lato sensu da FGV Direito Rio, PUC-Rio e CEPED/UERJ. Membro da Comissção de Direito do Autor e do Entretenimento da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RJ). Membro da Comissão de Proteção do Consumidor no Comércio Eletrônico, do Ministério da Justiça. Co-autor dos livros Comentários - Lei de Imprensa (Forense/2004) e Software Livre e Administração Pública.

Sérgio Vieira Branco Júnior é professor do Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV Direito Rio. Ex-Procurador Chefe do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação - ITI, em Brasília, onde atuou especificamente com a regulação de certificação digital, processo eletrônico e implementação de software livre pela administração pública. Mestre em Direito Civil pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ. Professor da Graduação e da Pós-Graduação em Direito da Escola de Direito do Rio de Janeiro da FGV. Autor do livro Direitos Autorais na Internet e o Uso de Obras Alheias.

Antonio Cabral é professor do Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV. Coordenador do projeto de pesquisa das LAN houses como instrumento de inclusão digital. Coordenador do Núcleo de Apoio Jurídico ao Software Livre. Especialista em direitos autorais. Pós-graduado pela FGV. Trabalhou como advogado da Globosat Programadora, Globo.com e TV Globo.

Pedro Paranaguá é professor do Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV Direito Rio e coordenador do Projeto A2k. Mestre em Direito da Propriedade Intelectual pela Universidade de Londres. Coordenador de educação à distância da Escola de Direito. Professor do Mestrado em propriedade intelectual do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Representante da FGV DIREITO RIO na Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), da ONU, em Genebra.

Pedro Mizukami é professor do Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV Direito Rio. Mestre em Direito Constitucional pela PUC-SP. Coordenador da área de publishing e online publishing da Escola de Direito da FGV. Autor da dissertação "Função social da propriedade intelectual: compartilhamento de arquivos e direitos autorais na CF/88", e do livro "O conceito de constituição no pensamento de John Rawls".

Also on Fandom

Random wikia