Fandom

Scratchpad

Poesia

215,770pages on
this wiki
Add New Page
Discuss this page0 Share

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.

nem altos nem baixos
tampouco o conforto
dos medianos pontos
intermédios
::sejamos, antes, profundos 
::meu amor 
::em tudo 
::e sejamos ainda 
::intensos e perseverantes 
::constantes e inteiros 
::ainda que imprecisos 
::incoerentes e surpresos 
::como a chuva no meio do dia 
::como a palavra em poesia 
::como a guia de uma estrada 
                    ::de terra 
assim, ganharemos um mundo
 ::   e um, ao outro, 
e tudo!
lamento os beijos que agora não posso te dar
 ::   festejo a memória de tantos outros 
   :: lamento o sono do dia 
    ::festejo o descanso da noite 
     ::lamento o vazio da minha cama 
     ::festejo o que vivemos nela 
     ::lamento que foste embora 
     ::festejo o que ficou comigo 
     ::lamento pelo nosso adeus 
     ::festejo sua provisoriedade 
     ::lamento o fim desse encontro 
     ::festejo o início de outro 
     ::lamento a saudade 
     ::festejo a presença 
1.
o sono me desperta
- resultado de outra
madrugada insone,
esta agora deserta
2.
talvez um dia eu volte a desejar
a solidão depois de estar com ela
talvez um dia eu finja que desejo
novamente existir - não agora.
busco a metafísica inteireza
do meu corpo e do dela
- a um tempo somente física -
e a completa diluição
de meus sentidos nos sentidos dela
e dos dela nos meus sentidos
e da subsunção submissa
e da submissão subsumida
de uma vida na outra vida
agora, somos areia
numa praia larga e bela
ainda que finitos grãos sejam
não se é possível contá-los a um,
nem mesmo aos punhados ou a mãos cheias
mas em toneladas (talvez) ou batelões
e assim mesmo não se saberá
onde termina a praia e começa o mar
ou a que profundidade
deixa a praia de ser o que é
ou onde exatamente a areia
se acaba na relva selva adentro
- tudo se confunde -
agora me confundo com ela e nisso me deleito
- e só a trato 'ela' por mero exercício
de nomeação, limitação da língua - quando tão eu
e só me atribuo 'eu' por ter
tão somente escrito a frase:
"talvez um dia EU volte a desejar
a solidão depois de estar com ela..."
eu-ela, ela-eu
tampouco busco um 'nós'
(tão fictício quanto 'eu' e 'ela')
por pressupor-nos um e outro em relação
como se, em vez de areia, cada grão da grande praia
pudesse sentir-se só e si
em relações diversas com outros grãos
- um único grão de areia é uma ficção
tanto quanto uma idéia
tanto quanto a idéia de infinito -
um único grão de areia não é areia
mas somente
grão
talvez um dia eu volte a desejar
existir por mim, tão só
tão grão
mas agora não - agora
busco restar em sua, minha, nossa
- falta de pronome que o defina,
limitação da língua -
completa e bem vinda
imensidão
3.
penso demais e quando penso me acho
e se me acho existo
e se existo dela me esqueço
e não mais areia
e tão somente grão
ortodoxia é não-pensar
dizia orwell à mesa de um boteco proletário
não-pensar é poesia
dizia o libertário alberto caeiro
esqueço o inglês politicamente correto
e fico com a persona portuguesa
não-penso
não-sou
torno o poema a voltar areia
e nela me perco novamente
sem mente, só corpo, só feito
sem corpo, só verso-confusão
que nada explica e tudo revela
e só me deito
com ela
o que é um pau-duro agora
deitado na rede
a essa hora da madrugada insone?
o que é esse pau-duro?
fome e sede, vontade enorme
saudade
gosto-presente do passado ao lado
gosto-presente do imediato futuro
o que é esse pau-duro?
vontade, sede, costume
o que é essa saudade?
gosto-presente
puro costume do corpo amado
ASSIM
(ou)
O Egoísmo do Amor
você só existe
só sempre existiu
pra mim
você nunca viveu
toda a tua vida
só sempre
fui eu
sou eu
você nunca antes mordeu ninguém
assim
e ninguém nunca te comeu
assim
nunca beijou ninguém
assim
nunca olhou ninguém
assim
nunca sorriu pra ninguém
assim
nunca disse o que disse
fez o que fez
soube o que soube
nunca aprendeu
sofreu
gozou
dormiu
restou
você nunca nunca amou ninguém
nunca antes amou
assim
tampouco você nunca foi ainda
sentida
sofrida
vivida
querida
possuída
retida
por ninguém
nunca antes
assim
você nunca antes existiu
que não pra mim
assim
eu nunca antes fui ou vivi
que não pra você
assim
nunca
antes
assim

Also on Fandom

Random wikia