Fandom

Scratchpad

Proposta Oficial

215,854pages on
this wiki
Add New Page
Discuss this page0 Share

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.


Exmos Senhores,

Somos um grupo de cidadãos empenhados em promover condições de mobilidade urbana sustentável, como alternativa ao automóvel. Desde há alguns anos a esta parte que em todas as últimas sexta-feira de cada mês realizamos uma acção de sensibilização nas ruas da cidade de Lisboa, circulando em bicicleta e distribuindo informação. Foi por isso com agrado que constatámos o investimento realizado pelo Município de Odivelas em equipamentos de apoio a formas de mobilidade sustentável, designadamente a instalação de parques de bicicletas junto às estações de metro de Odivelas e Senhor Roubado e a sinalização de uma ciclovia. A C.M. de Odivelas está de parabéns pelo esforço realizado: consideramos que se trata de um sinal muito positivo de interesse pela promoção da bicicleta como meio de transporte alternativo.


Problemas detectados na implementação

Cabe-nos no entanto o dever de vos alertar para o risco desta louvável iniciativa perder grande parte do seu impacto devido a alguns problemas que detectámos na utilização destes equipamentos, nomeadamente:

Falta de sinalização específica dos parques de bicicletas. Temos observado casos em que bicicletas são amarradas noutros locais, por exemplo nos pilares das coberturas das paragens de autocarros, certamente por desconhecimento de que existe um parque para esse fim;

Obstrução da ciclovia por carros estacionados parcial ou totalmente sobre a mesma:

1.Junto a pontos de interrupção da ciclovia (fotografias 1, 2 e 9). Esta situação é particularmente perigosa porque reduz a visibilidade e obriga o ciclista a desviar-se da rota estabelecida num local particularmente propício a acidentes;

2.Em zonas de estacionamento no sentido da via (fotografias 3, 4, 6 e 7). Nestas zonas o ciclista vê-se obrigado a desviar-se para o interior da via de circulação, sujeitando-se a ser colhido por automóveis que aí circulem. Existe ainda o perigo de colisão caso um automobilista abra de repente uma porta;

3.Em zonas de estacionamento transversal à via ("em espinha", fotografias 5, 8 e 9), sujeitando o ciclista a um desvio perigoso, tal como descrito no ponto anterior.

As situações relatadas desencorajam a utilização dos equipamentos, tornando inconsequente o esforço empregue na sua instalação. No caso da ciclovia poderá ainda afirmar-se sem grande exagero que, nas situações descritas, esta constitui uma solução perigosa para os ciclistas: encoraja-se o uso da bicicleta mas não estão garantidas as condições mínimas para uma circulação segura. Certamente não terá sido este o objectivo da autarquia ao promover esta iniciativa.


Soluções

Entendemos que a resolução destes problemas está ao alcance da C.M. de Odivelas e não implica um investimento adicional significativo. Neste sentido, submetemos à vossa apreciação algumas sugestões: Instalar sinais bem visíveis a indicar a localização dos parques de bicicletas, por exemplo assim. Desencorajar a obstrução da ciclovia por parte dos automóveis através de:

1.Sinalização bem visível dos pontos de cruzamento e interdição de estacionar sobre estes locais;

2.Colocação de avisos específicos nos locais em que existe estacionamento junto à ciclovia, proibindo a obstrução da mesmo, sob pena de reboque;

3.Sensibilização das autoridades competentes em matéria de fiscalização para a necessidade de manter livre o corredor da ciclovia. Pensamos que haverá que demonstrar firmeza nos casos em que ocorra obstrução da mesma, recorrendo inclusivamente ao reboque dos veículos infractores, tal como se faz em Lisboa nas vias em que circulam automóveis e carros eléctricos;

4.Colocação de pilaretes no lancil do passeio que impossibilitem o estacionamento irregular simultaneamente em cima do passeio e ciclovia, tal como se verifica na fotografia 6

Adoptar medidas complementares à ciclovia que contemplem:

1.a educação para a segurança na interacção automóvel-bicicletas junto dos utentes da via pública;

2.acalmia de tráfego rodoviário;

3.tratamento de cruzamentos e gestão de tráfego.

Propomos-nos desde já a contribuir para a sensibilização dos automobilistas para o respeito da ciclovia, através da realização de uma Massa Crítica no próximo dia 24 de Novembro (mais informações em http://www.massacriticapt.net/drupal/) que incluirá uma passagem por Odivelas.


Evolução futura

Como complemento aos pontos anteriores e numa perspectiva de futuro crescimento da rede ciclável em Odivelas que possibilite um aumento das deslocações sustentáveis, gostaríamos de propor a ligação da actual ciclovia à estação de metro do Senhor Roubado. Isto permitiria: ligar por ciclovia o centro da cidade à estação de metro do Senhor Roubado, local com grande afluxo de pessoas. Pensamos tratar-se de uma extensão lógica do traçado actual, tal como detalhado no mapa e na fotografia C. tornar mais segura a travessia do viaduto do Senhor Roubado, não só para ciclistas mas também para os peões: muitos circulam a pé entre a Estação Senhor Roubado e Odivelas para evitar pagar um bilhete ou passe mais caro e/ou porque a Estação de Odivelas fica demasiado para Nordeste da cidade, próxima da Póvoa de Sto Adrião. As fotografias A e B põem em evidência os riscos a que ficam sujeitos os frequentadores desta passagem, onde se praticam velocidades bastante elevadas. Pensamos ser necessário diminuir a velocidade dos automóveis, o que poderá ser conseguido mediante a utilização de equipamento de acalmia de tráfego. Juntamos em anexo o documento "Encorajar o uso da bicicleta: que opções?" da autoria do Eng. Mário Alves, Consultor de Transportes e Gestão da Mobilidade, o qual aborda algumas soluções no sentido duma coexistência entre automóveis e bicicletas no espaço público com segurança para todos.


Conclusão

Esperamos com esta exposição contribuir para a melhoria das condições de mobilidade urbana no concelho de Odivelas. Estamos certos de que esta iniciativa irá colher junto da C.M. de Odivelas uma recepção positiva por se tratar de uma questão de interesse público.


Melhores cumprimentos,


Os signatários,

João Peixoto, Eng. Mecânico

Marcos Pais, Geógrafo

Ricardo Sobral, Estudante Universitário

Rui Soares Costa, Investigador - Bolseiro de Doutoramento

Didier Hochart, Designer Multimédia

Pedro Vicente, Estudante Universitário

Luís Mota, Professor Universitário

João Taborda, Estudante Universitário


Voltar a CiclOdivelas

Also on Fandom

Random wikia