Wikia

Scratchpad

Trajecto Farol

217,507pages on
this wiki
Discuss this page0

Princípios

  • A bicicleta deve ser encarada, planeada e promovida como modo de transporte e não só como utilização de lazer em certos locais e ao fim de semana.
  • A forma mais simples, económica e eficaz de promover o uso da bicicleta com beneficio para todos, é ter uma estratégia de mobilidade moderna, cosmopolita e europeia: é fundamental reduzir o número e a velocidade dos veículos motorizados em Lisboa.
  • A melhoria das condições para a circulação em bicicleta nunca deve ser feita reduzindo o espaço dos peões: estes já estão muito limitados e enfrentam problemas que devemos tentar resolver, e não aumentar.

Génese e Motivação

Numa reunião com a vereação da CML, com presença do Dr. João Ferreira Pinto, assessor da vereadora para a mobilidade, foi lançado um desafio aos participantes da Massa Crítica presentes (Marcos Pais, Pedro Lamas e Luís Mota).

Pretende-se fazer a proposta de um trajecto ciclável de fácil implementação (ie: barato...), mas que oferecesse as seguintes vantagens:

  • melhoria das condições de circulação ciclística para um número grande de utilizadores;
  • oferecesse visibilidade à existência de ciclistas no meio urbano;
  • mostrasse que por vezes é fácil melhorar as condições de circulação das bicicletas.

Resultados esperados

Se conseguíssemos levar este projecto avante, teríamos várias vantagens e poderíamos fazer evoluir a nossa intervenção em várias direcções... Vejamos:

  • o desenvolvimento do projecto na lista da Massa Crítica (e através da internet em geral, nomeadamente esta wiki) seria feito de uma forma participada, com muitos contributos e potencialmente com muitas pessoas envolvidas;
  • se esse desenvolvimento fosse verdadeiramente aberto (como é defendido), inserir-se-ia bem no espírito Massa Crítica, ele também muito aberto;
  • podíamos concretizar uma coisa que pretendemos... Quando nos contactassem, da câmara, ou dos jornais, ou de onde fosse, podíamos mostrar esse projecto como algo que defendíamos;
  • esse projecto poderia ser amplamente divulgado, através dos media e, por exemplo, através de um abaixo-assinado;
  • o próprio carácter aberto, participado e "sociedade da informação/comunidades virtuais" do projecto poderia também servir como atractivo, chamando a atenção da opinião pública, potenciando outros projectos do mesmo género noutras áreas;
  • naturalmente, se isto fosse levado a bom porto, as vantagens puramente ciclísticas para cada um de nós seriam também muito grandes.

Definição do trajecto

O primeiro passo deste projecto foi a definição do trajecto que seria a base da proposta a apresentar à CML. Numa discussão na lista de correio electrónico associado à Massa Crítica de Lisboa foram discutidas várias alternativas. As mensagens trocadas podem ser consultadas no arquivo.

A ideia que se consensualizou foi que se devia pensar em três trajectos principais, que seriam de alguma forma estruturantes para Lisboa. Esses trajectos serão desenvolvidos em páginas próprias e são os seguintes, de forma aproximada:

  1. Lumiar/Alta de Lisboa até ao Terreiro do Paço, passando pelo Campo Grande e pelas Avenidas da República, Fontes Pereira de Melo e Liberdade;
  2. Estação de Benfica até às Olaias, passando por Sete Rios, Praça de Espanha, Campo Pequeno e Areeiro, com eventual extensão até ao Rio;
  3. Algés até à Expo, passando por Belém, Alcântara, Cais do Sodré, Terreiro do Paço e Santa Apolónia.

Também se pensou que se devem concentrar inicialmente os esforços no primeiro trajecto, pois este é o que se reveste de maior importância, por ser provavelmente o de maior utilização e por simultaneamente ser aquele com maior visibilidade e impacto para quem (ainda não) utiliza a bicicleta para as suas deslocações. Assim, aquando de uma posterior discussão com a CML ou quaisquer outras entidades, deve-se sempre reforçar a ideia de que o corredor Lumiar-Terreiro do Paço é aquele que deve ser estudado e implementado em primeiro lugar.

Sugestões simples (ver "brainstorming")

Como primeiro passo de desenvolvimento do plano, pode-se fazer uma espécie de "brainstorming", em que se avançam ideias várias que depois serão consideradas aquando da concretização do projecto.

Iniciativas relacionadas

No dia 28.6.2007 houve uma tertúlia, na Crew Hassan, na qual um dos temas foi o Trajecto Farol. O convite para esta tertúlia está aqui. Apareceram nessa tertúlia representantes das candidaturas do BE, CDU, Cidadãos por Lisboa e Partido da Terra.

Around Wikia's network

Random wikia